domingo, 25 de novembro de 2007

Saudades do Porto

O Porto é uma grande cidade com muitos atractivos para o visitante. Mas uma das coisas que não podes perder é uma viagem de barco pelo rio Douro. Sem dúvida uma travessia apaixonante com vistas espectaculares do Porto, de Vila Nova de Gaia e das pontes.
A ribeira do Porto é multicolor, e perto da magnífica ponte Dom Luís há esplanadas para tomar um “príncipe” enquanto olhas para a ponte, uma grandiosa obra de engenharia.
O cais de Vila Nova de Gaia tem um cheiro especial a bom Vinho do Porto e a caves lendárias. Deste lado há muitos restaurantes onde escolher para almoçar ou jantar, mais caro ou barato, e depois visitar as caves e ter a oportunidade de degustar este precioso néctar.



Texto e vídeo de Magdalena Calderón-Sánchez (N.I.-1º)



Esta fotografia mostra-nos o interior de uma das caves do vinho do Porto em Vila Nova de Gaia.

Quando eu olho para a fotografia chegam à minha cabeça muitas lembranças cheias de saudades. Lembro-me daquele fim-de-semana em que eu fui de viagem de estudo ao Porto com os meus colegas da escola de línguas.
A fotografía foi feita durante o percurso da nossa visita pelas caves do vinho. Naquela visita falaram-nos da elaboração e conservação do vinho, mas esta é outra história e terá de ser tratada noutra altura.

Eu posso falar de imensas anedotas que aconteceram durante aquela visita. Todos os colegas da escola e os nossos profesores a fazer batota, alguns de nós falávamos português, mas outros não percebiam e falavam espanhol. Começámos a misturar as duas línguas e afinal a nossa “fala” até era engraçada. Assim, podem olhar para a fotografia e aperceber-se que todas as pessoas que aparecem nela estão contentes e algumas delas até têm faces engraçadas.

Quando chegou o momento de experimentar o vinho a coisa foi bem pior. Quer dizer, o conjunto das nossas emoções e o cheiro do vinho misturado com o cheiro das caves fizeram com que a espontaneidade e originalidade das pessoas a brincar estivesse presente num ambiente onde a calma e o silêncio imperam.

Texto de Raquel Gómez Aparicio (5ºAno)

PORTO SENTIDO (Carlos Tê - Rui Veloso)

Quem vem e atravessa o rio
junto à serra do Pilar
vê um velho casario
que se estende até ao mar

Quem te vê ao vir da ponte / és cascata São-Joanina / dirigida sobre um monte / no meio da neblina // Por ruelas e calçadas / da Ribeira até à Foz / por pedras sujas e gastas / e lampiões tristes e sós // E esse teu ar grave e sério / dum rosto e cantaria / que nos oculta o mistério / dessa luz bela e sombria

Ver-te assim abandonada
nesse timbre pardacento
nesse teu jeito fechado
de quem mói um sentimento

E é sempre a primeira vez / em cada regresso a casa / rever-te nessa altivez / de milhafre ferido na asa

7 comentários:

José Ignacio disse...

Magdalena e Raquel, obrigado por partilharem connosco as vossas recordações tripeiras. Magdalena, tens de me ensinar a fazer vídeos como este ;-)Parabéns!

magcalde disse...

Muito obrigada. José Ignacio, no Porto um PRÍNCIPE é como uma IMPERIAL em Lisboa.

Anónimo disse...

óla, gostei muito dos comentarios da Raquel. Acho que a fotografia é muito engraçada. Eu näo fui a viagem mas a Alicia contou-me tim- tim por tim-tim (os de 5º ano já sabem o que isso quer dizer).Estou na biblioteca e näo consego ver os vídeos...

Luisinha disse...

Esqueci-me de assinar o meu comentario, desculpem...
(5º ano)

juanlusz disse...

Olá Luisinha, amanhã vou falar com alguém na biblioteca pública, para ver se é possível utilizarmos todas as ferramentas ao nosso dispor. No ano passado, já te contei, conseguimos que, na biblioteca de Almendralejo, se pudesse trabalhar com as Tics e as línguas estrangeiras. Até breve.

Anónimo disse...

muito obrigada a Jose Ignacio e a Luisapelos seua comentarios. A verdade é que aquela foi uma viagem para lembrar sempre. Gostei imenso do porto e ainda por cima diverti-me imensos com os meus colegas.
Raquel

Anónimo disse...

olá Magdalena, gostei muito da tua viagem , é como si eu a fizera tambem, nos vemos a quarta feira :)